Displasia Mamária

O que é?
Displasia mamária (ou Afecção Funcional Benigna da Mama - AFBM) é uma alteração benigna que caracteriza pelo aparecimento de pequenos nódulos ou cistos na mama, que podem ser descobertos pelo auto-exame.

Quais os sintomas da AFBM?
A mulher pode sentir dor ou aumento na sensibilidade. Esses sintomas estão associados ao aparecimento de nódulos em uma ou nas duas mamas.

Os sintomas ocorrem sempre com a menstruação?
Os sintomas podem ocorrer durante todo o mês, mas aumentam com a menstruação. É importante lembrar que, neste período, há uma certa sensibilidade, e o endurecimento das mamas é considerado normal.

Com que idade pode ocorrer essa alteração?
É mais comum acontecer em mulheres que estão no período reprodutivo, mas também pode ocorrer nas mais jovens. Na menopausa, essa alteração desaparece.

Por que isso acontece?
Acredita-se que a AFBM aconteça por vários fatores. Seria uma resposta das mamas ás alterações cíclicas hormonais femininas.

A mulher que apresenta displasia mamária pode tomar anticoncepcional?
Pode. Inclusive, as mulheres que tomam anticoncepcionais apresentam melhoras nos sintomas relacionados à doença.

A mulher com essa alteração pode amamentar?
A amamentação pode trazer benefícios para as mulheres com sintomas da AFBM, podendo fazer até com que eles desapareçam por longos períodos.

Existe tratamento?
Nos casos em que a paciente sentir muita dor ou desconforto mamário, o médico pode prescrever um tratamento para avaliar esses sintomas.

Quais as formas de tratamento?
Os tratamentos podem variar. O médico pode utilizar diuréticos na fase pré-menstrual, vitaminas (principalmente a vitamina E), analgésicos, antiinflamatórios e outros tratamentos à base de hormônios.

Quem tem alteração fibrocística da mama pode desenvolver câncer de mama com mais facilidade?
Não. Essa alteração não está associada ao aumento do risco de câncer de mama.

O que é o auto-exame?
É o exame das mamas efetuado pela própria mulher. Você é a pessoa mais indicada para fazer o auto-exame. Conhecendo bem suas mamas, você pode verificar qualquer alteração.

Quando fazer?
Faça o auto-exame uma vez por mês. A melhor época é logo após a menstruação. Para as mulheres que não menstruam mais, o auto-exame deve ser feito no mesmo dia de cada mês, como por exemplo, todo dia 15.

O que procurar?
Diante do espelho:
- Deformações ou alterações no formato das mamas
- Abaulamentos ou retrações
- Feridas ao redor do mamilo

No banho ou deitada:
- Caroços nas mamas ou axilas
- Secreções pelos mamilos


Como examinar?
Diante do espelho: eleve e abaixe os braços. Observe se há alguma anormalidade na pele, alterações no formato, abaulamentos ou retrações.


Durante o banho: com a pele molhada ou ensaboada, eleve o braço direito e deslize os dedos da mão esquerda suavemente sobre a mama direita, estendendo até a axila. Faça o mesmo na mama esquerda.

Deitada: coloque um travesseiro debaixo do lado esquerdo do corpo e a mão esquerda sob a cabeça. Com os dedos da mão direita, apalpe a parte interna da mama. Inverta a posição para o lado direito e apalpe da mesma forma a mama direita.

Deitada: com o braço esquerdo posicionado ao lado do corpo, apalpe a parte externa da mama esquerda com os dedos da mão direita.

Movimentos da mão durante o auto-exame:

1 - Vertical
a mão caminha para cima e volta para baixo, cobrindo toda a mama.

2 - Espiral
a mão realiza movimentos concêntricos, indo da periferia da mama até o mamilo.

3 - Quadrantes
a mão vai do mamilo até a periferia e volta.

Existe diferença entre câncer de mama e a displasia mamária no auto-exame?

Não. Somente um especialista pode avaliar por meio de exame físico e outros exames, como mamografia e ultra-sonografia. Por isso, toda mulher deve fazer o auto-exame todo mês e procurar o ginecologista ou mastrologista uma vez por ano.




  R. Dr. Gurgel, 1369 - CEP 19015-140
Fone/Fax: (18) 3221-5980 - 3221-1126
Presidente Prudente - SP